BATISMO INFANTIL - ORIENTAÇÕES PARA PAIS E TESTEMUNHAS

ORIENTAÇÕES INICIAIS:

v O Pastor conferirá o batismo de crianças:

Ø Quando pelo menos um dos pais forem membros da Igreja Metodista;

Ø Quando, no caso de pais não membros da Igreja Metodista, uma das testemunhas for membro da Igreja Metodista e os pais assumirem POR ESCRITO a responsabilidade de continuidade da educação cristã na Igreja e de confirmação do pacto batismal;

v Os pais que desejam batizar os seus filhos na Igreja Metodista e que satisfaçam as exigências para tal, solicitarão o batismo ao Pastor, com antecedência mínima de um mês;

1. O QUE É BATISMO?

R: Segundo o artigo 9º dos Cânones (Livro de doutrinas da Igreja Metodista), o batismo é o sinal visível da graça de Nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo, pela qual (graça) nos tornamos participantes da comunhão do Espírito Santo e herdeiros da vida eterna. O batismo substituiu, na nova aliança em Cristo, o sinal do pacto com Deus que a circuncisão representou no Antigo Testamento. (Colossenses 2:11-12)

2. QUAIS AS FORMAS DE BATISMO?

ESCLARECIMENTO: A palavra batismo vem da palavra grega “baptizo”. Conforme o seu uso no grego, quer dizer “imergir”. No entanto, um estudo minucioso de teólogos sérios, observaram que, tanto a palavra “baptizo”, quanto outras palavras, assumem diferentes sentidos conforme o uso e o contexto. EXEMPLO: Os imersionistas argumentam que a narrativa do batismo de Jesus (Mt 3:16 e Mc 1:9-10), que diz “no rio Jordão” e “ao sair da água”, indica que o batismo foi imersão. No entanto, vemos que o uso judeu de “baptizo” tem um sentido diferente quando usado em Lc 11.37-39, que faz referência a lavagem cerimonial das mãos e dos pés. O mesmo pode-se dizer da narrativa de Mc 7:1-7 com referência à lavagem de copos, jarros e vasos no versículo 4. Ora, lavar e mergulhar são coisas bem distintas.

R: A Igreja Metodista reconhece como válido o batismo por ASPERSÃO (aplicação de água com a mão sobre a cabeça do batizando), por DERRAMAMENTO (com ambas as mãos , derrama-se água sobre a cabeça do batizando, estando este, geralmente, com parte do corpo dentro da água) e por IMERSÃO (o batizando é submergido na água), conforme as disposições canônicas.

POSIÇÃO DE JOÃO WESLEY: “... pela lavagem, imersão ou aspersão, porque a Escritura não determina qual destes meios devem ser usados, quer por um preceito expresso, quer pôr um exemplo claro que o provê, quer ainda pela força ou significado da palavra “baptizo” (batizar)...” (Coletânea da Teologia de João Wesley, p.273)

3. QUAL A FORMA DE BATISMO USUALMENTE UTILIZADA PELA IGREJA METODISTA?

R: O pastor Metodista celebrará usualmente por ASPERSÃO o batismo conferido a crianças e a adultos. Entre os judeus, a idéia de aspersão para purificação era bem conhecida: Ez 36:25-26; Num 8:5-7 e Num 19:8,9,12,13.

4. PORQUE A IGREJA METODISTA BATIZA CRIANÇAS?

R: A Igreja Metodista batiza crianças, não porque considera ou acredita na condição de criança pagã, pois ela pensa que qualquer criança, antes da idade da razão, é salva, MAS, porque tem consciência de que o batismo infantil é uma consagração da criança a Deus e significa a entrada da criança como participante da comunidade de fé, que é a Igreja, tal qual era a circuncisão para as crianças de Israel. Cuidamos da saúde, educação, formação escolar, educação religiosa das crianças, porque não as levamos no altar de Deus para um pacto como o batismo? Assim faziam os judeus; não era membro do povo de Deus quem não trouxesse na carne o sinal da aliança, representada pela circuncisão. A apresentação da criança não substitui o batismo, pois não é pacto, não tem sinal da aliança com Deus.

5. QUAL A BASE BÍBLICA PARA A IGREJA METODISTA BATIZAR CRIANÇAS?

R: Ora, se o batismo substitui, na nova aliança em Cristo, o sinal do pacto com Deus que a circuncisão representou no Antigo Testamento (Col. 2:11-12), e se Deus manda em Gênesis 17:9,14 Abraão circuncidar todos os machos no oitavo dia, podemos concluir que com a substituição deste ritual de iniciação no Cristianismo, e acima de tudo com a valorização do sexo feminino, também salientada por Cristo, vemos que, não mas somente os machos, mas, machos e fêmeas, passam a gozar do privilégio desta maravilhosa experiência.

No tempo das comunidades cristãs, várias textos mostram que os convertidos levavam sua família para ingressarem juntos na fé em Cristo. Vejamos alguns exemplos:

v Atos 16:15 – Lídia ao se converter foi batizada juntamente com toda “sua casa”;

v Atos 16:33 – O carcereiro se converte e o texto diz que foi batizado ele e “todos os seus”;

v I Cor. 1:16 – Estéfanes e sua casa foram batizados por Paulo;

v Atos 18:8 – Crispo, o chefe da Sinagoga de Corinto, foi batizado com toda sua família;

6. QUAL A FAIXA DE IDADE E, EM QUE CIRCUNSTÂNCIAS A METODISTA BATIZA CRIANÇA?

R: O batismo, na Igreja Metodista é aplicável a crianças, maiores cristãos e excepcionais de qualquer idade. O pastor Metodista conferirá o batismo a crianças no decorrer de seus dois primeiros anos de vida; somente em casos excepcionais o pastor poderá conferir o batismo a crianças com até 8 anos de idade.

7. O QUE SIGNIFICA “PATERNIDADE RESPONSÁVEL”?

R: Biblicamente, os pais têm uma grande responsabilidade, diante de Deus, sobre seus filhos. Eles são responsáveis em infundir valores e moldar a personalidade e o caráter da criança. A Igreja Metodista reconhece que a tarefa de educar uma criança não é uma tarefa fácil, mas, acima de tudo, tem a convicção de que, com a ajuda de Deus, através dos princípios bíblicos e da Igreja, os pais terão esta responsabilidade facilitada.

8. QUAL O PAPEL DA FAMÍLIA NA EDUCAÇÃO DA CRIANÇA?

R: A família, compreendendo Pai, Mãe e irmãos, têm uma responsabilidade de oferecer a criança um ambiente satisfatório, para que a criança cresça num ambiente de normalidade e tranqüilidade, sempre lembrando que:

· As crianças necessitam de carinho e atenção porque são heranças da parte do Senhor; (Salmos 127:3)

· As Crianças sempre se espelham nos “grandes”. Os pais serão sempre aqueles em quem a criança irá se espelhar.

· O bom relacionamento conjugal dos pais contribuirá para que seus filhos sejam saudáveis emocionalmentes e no futuro, pessoas equilibradas;

· Para o bom relacionamento do casal é necessário a presença santa de Deus no seio da família.

9. QUAL O PAPEL E A RESPONSABILIDADE DAS TESTEMUNHAS?

R: As testemunhas assumem perante Deus e a Igreja a responsabilidades de cooperar com os pais na Educação Cristã da criança e no seu crescimento em graça, visando sua perfeita maturidade, orando constantemente por ela, sendo exemplo de vida para a criança; alguém em quem a criança possa se espelhar; A IGREJA METODISTA ENTENDE QUE, SOMENTE COM O AUXÍLIO DE DEUS, E, COM UMA ENTREGAR PESSOAL A CRISTO JESUS, AS TESTEMUNHAS PODERÃO CUMPRIR, COM ÊXITO, OS VOTOS ASSUMIDOS. Por fim, as testemunhas deverão substituir os pais, se necessário, na missão de orientar a criança no que Cristo fez por ela, para que ao se tornar consciente da dádiva (presente) de Deus, possa reconhecê-la, assumindo os votos de membro da Igreja, para melhor servir na obra do Reino de Deus.

10. ORIENTAÇÃO COMUM AOS PAIS E TESTEMUNHAS:

· Tanto os pais, quanto as testemunhas, bem como a Igreja, por ocasião do batismo, irão assumir votos (compromissos), diante da Igreja, do Pastor e principalmente de Deus. VAMOS VER O QUE A BÍBLIA NOS FALA SOBRE UM VOTO A DEUS?

v Deuteronômio 23:21,22 –

v Provérbios 20:25 –

v Eclesiastes 5:4,5 –

· Ninguém pode dar o que não tem. Como ensinar as crianças com palavras bonitas, se nossas atitudes desmentem nossas palavras?

· Tanto pais, como testemunhas, precisam demonstrar a criança batizada que possuem:

v Uma experiência pessoal com Deus;

v Um vida que possa ser imitada;

v Que é alguém que se alegra em estar na Igreja,

(Sm. 122:1)

· Vale a pena fazer votos com Deus, pois Ele é fiel.

11. QUAL O LUGAR DA IGREJA NA VIDA DAS CRIANÇAS?

R: A criança batizada passa a ser parte integrante da Igreja Metodista e, como tal, passa a ter, alguns privilégios que a Igreja oferece aos membros do corpo de Cristo, a saber:

· Escola Dominical – formação religiosa;

· Acompanhamento Espiritual da Igreja e Pastor;

· Apoio de toda comunidade;

· Orientações para auxiliar seus pais e testemunhas na tarefa de criar a Criança no caminho em que deve andar.

12. O QUE A IGREJA ESPERA PARA A VIDA DA CRIANÇA, COM A CONTRIBUIÇÃO DA IGREJA, DOS PAIS E DAS TESTEMUNHAS?

R: A Igreja Metodista ao batizar uma criança espera que, com o esforço comum dos pais, testemunhas e Igreja, a criança, ao atingir a idade da razão, ela tenha condições de, pôr ela mesma, confirmar o pacto batismal da infância, tornando-se membro efetivo da Igreja, com todos os direitos e deveres que dela provém.

13. BIBLIOGRAFIA:

Ø BÍBLIA SAGRADA;

Ø CÂNONES DA IGREJA METODISTA;

Ø NORMATIVA SOBRE BATSMO;

Ø RITUAL DA IGREJA METODISTA;

11 comentários:

Unknown 8 de outubro de 2015 19:05  

Com todo respeito a igreja metodista,sei que é uma igreja séria e compromissada com a palavra de Deus.
Mas não vejo nas escritura, especificamente no NT a substituição da circuncisão pelo batismo nas águas. Acho os textos mencionados de Atos e 1corintios, é força a barra!
Em momento algum no incio da igreja há registro que no oitavo dia foi batizado alguma criança e nem biblicamente falando. A não ser quando o catolicismo impôs e que depois as igrejas reformadas seguiu a mesma tradição.
Admiro bastante o trabalho evangelístico que João Wesley fez seus sermões, e etc...
Mas chega uma hora que entre os ensinamentos Bíblia e os ensinamentos de João Wesley eu prefiro ficar com Bíblia!

Edson Silva Filho 6 de março de 2016 04:01  

John Wesley nao foi citado aqui como referência .É muito claro nas escrituras para quem quer ver que um rito substitui o outro na caminhada cristã, pois o batismo é a circuncisão de Cristo.

Irmão Marcus 2 de maio de 2016 03:55  

Edson vc esta totalmente enganado o batismo não é a circuncisão de Cristo, Jesus foi apresentado no templo com oito dias e depois batizado com 30 anos, a palavra é bem clara que o batismo é o batismo do arrependimento, e uma criança não tem de que se arrepender e mesmo que ainda tivesse os pais não podem se arrepender por elas, também diz as escrituras aquele que crer e for batizado, como pode uma criança crer ou como pode alguém crer por outro, examinai as escrituras, e mais John Wesley foi citado sim quando o autor do texto quiz justificar o batismo por aspersão distorcendo completamente o significado da palavra batismo que no grego implica emergir e submergir, não é a limpeza do corpo é sim o renascer para uma nova vida.

Jader Borges 22 de agosto de 2016 15:11  
Este comentário foi removido pelo autor.
Jader Borges 22 de agosto de 2016 15:50  

...Desculpem, digitei na pressa e algumas letras sairam trocadas. Refiz. O que redigi, segue:

É bom ver comentários entre o povo de Deus e bom quando podemos ler opiniões contrtárias ou favoráveis, não para discussão acalorada, mas para compreensão com argumentos mais sólidos, que penso, muitos irmãos poderão colaborar aqui. Tentando responder brevemente ao irmão Marcus (não sei se foi ele quem postou) diria que na minha opinião que “o irmão Edson não está tão totalmente enganado” assim, visto que ele está comentando exatamente sobre como entendemos 'a circuncisão de Cristo' (sou presbiteriano). Sim, de acordo com o seu comentário, irmão Marcus, Jesus Cristo foi circuncidado quando criança (enão, batizado), mas por que o foi? por pelo menos 2 motivos óbvios: 1) ele era judeu. Todo menino judeu era circuncidado. 2) Ele veio cumprir toda a Lei e com isso caberia nascer como judeu e entre os judeus. Na Antiga Aliança (Notemos que o Senhor não inaugurou “A Nova” com o Seu nascimento mas sim com a Sua morte), O símbolo da Aliança do povo de Deus que vigorava ainda era ainda este, O da circuncisão na carne. Ele veio sob a Lei e assim, no Seu nascimento cumpriu esta parte (Gl 4.4). Depois, com Ele adulto é que somos apresentados à Nova Aliança (marcada no Seu sangue - Sua morte e Ressurreição - Mc 14.24). Sobre o Batismo de Jesus: precisamos mesmo perguntar: o texto sobre o batismo de Jesus quer mesmo provar que só adultos devem ser batizados (como o irmão Marcus parece alegar), porque o Senhor o foi nesta fase da vida? É a intenção da passagem mesmo esta? A passagem bíblica está realmente provando isto (critério de idade para o batismo?) Ou estaria provando mais a identificação do Senhor conosco, pecadores, já que ele não tinha do que se arrepender? Complemento esta resposta exatamente tratando um pouco sobre quando era que o sacerdote se manifestava em público. Teria algo a ver com a idade (neste caso sacerdotal? sim)? No Jordão sabemos que Ele estava ali mais uma vez cumprindo toda a lei: como Messias ele também viria para ser Sacerdote! E Cristo é nosso maravilhoso Sacerdote! E como nosso Sacerdote Ele precisaria levar sobre Si os nossos pecados, pois nesta mesma ocasião somos informados que Ele era o Cordeiro de Deus que tirava o pecado do mundo – Jo 1.29.
E por que Jesus apresenta-se para o batismo e o faz com 30 anos? Para provar que só adultos [ou jovens adultos] devem se batizar? Exatamente eu penso que foi mesmo porque esta era a idade que um sacerdote iniciava os seus trabalhos na tenda da congregação referente às coisas santíssimas (Nm 4.3,4). E a partir do dia do Seu batismo o Senhor inicia o Seu ministério. Por fim (para o momento) sobre o 'batismo "ser para arrepedimento", coisa que uma criança [pequena; bebê] 'não pode fazer' (realmente, ela não pode confessar conscientemente os seus pecados sendo bebê), comentarei em outra ocasião para não delongar-me mais aqui. Ao escritor do artigo, Rev Ednaldo Breves, agradeço esta informação: eu não sabia que os metodistas também batizavam crianças. Um abraço a todos.

Delmir Matos de Oliveira 31 de agosto de 2016 21:47  

Existem coisas simples que os óculos de tantos não conseguem alcançar para que vejam. Isto me faz entender o que disse Jesus ao sábio Nicodemos: para ver o reino de Deus tem que nascer de novo, e para entrar tem que nascer da água e do Espírito de Deus... Em lugar nenhum da Bíblia encontramos a palavra imersão, mas encontramos claramente não só a palavra como a prática da ASPERSÃO. Entretanto, a questão não passa por este caminho, mas pelo fio da historicidade mostrando o agir de Deus e não de doutrinas de homens, ou institucionais. Antiga Aliança e Nova Aliança é o agir do mesmo Deus que é imutável, não tem duas palavras. Observa-se neste aspecto a palavra PERPÉTUO tão enfatizado na Aliança abraâmica.
Outro aspecto é que na Bíblia não encontramos a expressão "batismo nas águas". Quer no batismo de Jesus, ou do eunuco de Candace a palavra "água" está no singular...
Outrossim, afirmar que o batismo de arrependimento é o mesmo que o batismo cristão é ignorar a verdade que liberta. Da mesma forma dizer que batismo é para lavagem de pecados. Ora, Jesus não os tinha, marca-se a conveniência apresentada por Jesus a João, o batizador, apenas para sua INICIAÇÃO ao seu ministério público (sacerdotal) de forma extremamente diferente da antiga aliança com o mesmo teor.
No batismo cristão a água é Jesus - Jo 4.14; 7.37. IJo 5.7,8; Ap 21.6 - sobre tudo o ladrão Dimas que creu em Jesus e foi salvo. Certamente o símbolo é H²O, mas a água de quem tem sede de salvação é Jesus.
Sob toda autoridade Jesus ordena: "Ide e fazei discípulos em todas as nações[não existe nação sem crianças e mulheres] BATIZANDO TODOS em NOME das testemunhas do céu - O PAI, A PALAVRA E O ESPÍRITO que na terra se apresentam - ESPÍRITO, ÁGUA E SANGUE que significa - AMOR IMENSURÁVEL (DE TAL MANEIRA)...
Temos na prática dos apóstolos exemplos nítidos do batismo por aspersão: 3.000 batizados em Jerusalém em um só dia; Paulo batizado dentro da casa de Judas; o carcereiro e sua família-grandes e pequenos altas horas da noite e dentro de casa.
Finalmente, digo que o máximo que muita ou pouca água (H²O) pode é simbolizar, como o salmista Davi (Sl 51) expressa lava-me com hissopo (aspersão)...., somente o sangue do Cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo nos purifica (IJo 1.7)...
Jesus é muito claro ao dizer que não devemos impedir as crianças a Ele, poque das tais é o reino de Deus. Sim o reino que muitos pensam estar dentro, mas se postam na entrada impedindo, outros que estão próximos mas ainda não entraram. Sabem por quê? Simples assim, quem não se tornar como uma criança, não entrará nele!

Mr. Hendersonn 9 de setembro de 2016 21:19  

Jesus passou pelo batismo do arrependimento?
Jesus não tinha do que se arrepender, seu batismo foi para consagração ao ministério.

Unknown 11 de outubro de 2016 12:10  

É um absurdo comparar o ato da circunsição com o Batismo. Não é a mesma coisa, uma vez que somente os meninos é que eram circuncidados. Não podemos também apoiar a ideia de que os textos que falam em "todos os seus" ou "todos da família", significa que crianças foram batizadas. Isto são suposições e nossa fé não pode ser baseada em suposições.

KanguruBrazil 5 de dezembro de 2016 05:12  
Este comentário foi removido pelo autor.
KanguruBrazil 5 de dezembro de 2016 05:28  

Na minha cidade não tem uma igreja próxima com o que penso ser uma boa doutrina, sou convertido pela assembleia de Deus a 20 anos, a 8 anos fui para a primeira igreja Batista mas esta em outra cidade e com dificuldades em viajar todos os cultos e com uma filha pequena resolvi ficar em minha cidade e só ha uma igreja cuja doutrina mais próxima é Batista, ou Presbiteriana a 30 km. A única com uma doutrina próxima é a Metodista a qual sou membro ha alguns meses, os irmãos são uma bênção, amorosos e o culto muito bom o pastor muito temente a Deus, para ir em outra cidade acho perigosa a estrada em minha região, a noite e com família acho perigoso este trajeto, a única coisa que me incomoda é o fato do batismo de crianças pequenas inclusive na ceia, minha filha tem dois anos e meio, sabemos de nossa responsabilidade no ensinamento dos caminhos do Senhor, e entendo que não há mal em batizar crianças, porem não havendo exemplo claro na bíblia apenas suposições não recomendo, minha filha foi apresentada como Jesus no templo e no tempo certo de mais maturidade e consciência do pecado e da salvação será batizada, posso estar enganado em tudo que falei mas, acredito que Deus possa me guiar e me orientar com seu Espírito santo e peço orações aos irmaõs em favor de minha família.

Jader Borges 5 de dezembro de 2016 05:55  

Comentando alguns posts aqui:

1. É um absurdo comparar a circuncisão com o batismo. Bem, cabe uma pergunta para início: Por que, então, no Novo Testamento, ambos estão juntos no mesmo contexto, na sequência do texto? Seria bom ouvir a explicação do irmão quanto a isso. Dentro da mesma linha de raciocínio: Por que alguns grupos usam Romanos 6 para batismo por imersão (usando texto e contexto)se ali nem água aparece? Isso não pode soar como... absurdo?

2) ...Somente meninos eram circuncidados. Pergunto: e onde estavam então as meninas na antiga dispensação? Fez Deus pacto/Aliança eterna de ser o Deus dos nossos filhos só com relação a meninos? Onde estavam as meninas na Aliança eterna feita com Abraão (Gn 17.7) se, graças a Deus, não havia mutilação genital feminina, se nem de perto esta prática nefasta às meninas foi recomendada? onde estão as meninas na Aliança?
Atenciosamente, paro por aqui, por hora, pois ouvir de irmãos que entendem de forma diferente, serve para algum aprendizado. Lembrando que em todo o tempo,se somos lavados pelo mesmo Sangue e remidos pelo Senhor, somos irmãos em Cristo e os respeito como tal. Abç.

Postar um comentário

PR EDNALDO BREVES

PR EDNALDO BREVES

Quem sou eu

Barra Mansa, Rio de Janeiro, Brazil
Pastor da Igreja Metodista em São Pedro - Barra Mansa - RJ

VISITANTES AO VIVO

LOCALIZAÇÃO DOS SEGUIDORES

VISITANTES

ÚLTIMOS VISITANTES

APÓS CADA POSTAGEM, DEIXE O SEU COMENTÁRIO, CRÍTICA OU SUGESTÃO

Seguidores